Image Alt

Epicondilite lateral

Quem nunca ouviu falar de alguém que pratica tênis como atividade física e apresenta dores nos cotovelos?

Essas dores ocorrem devido a inflamação dos tendões do cotovelo e atinge principalmente os músculos que realizam a extensão de punho e dedos, o nome científico é epicondilite lateral.

Na Epicondilite lateral, também conhecida como “cotovelo de tenista” ocorre um aumento da sensibilidade ou dor na região lateral externa do braço, próxima ao cotovelo. Mas essa lesão não é um problema limitado somente a quem pratica esse esporte. Qualquer atividade que realize movimentos repetitivos de extensão punho e dedos pode gerar essa condição.

Ao usar esses músculos repetidamente, desenvolvem-se algumas fissuras no tendão. Com o tempo, isso gera irritação e dor no local onde o tendão se une ao osso.

Para prevenir a Epicondilite lateral é preciso melhorar a postura durante atividades como no computador. O apoio completo do antebraço na mesa e o uso de apoios para teclado e mouse também podem auxiliar. Além disso, pausas periódicas durante essas atividades, associadas a alongamentos, são métodos úteis tanto para a prevenção quanto para o tratamento.

Já para os praticantes de tênis, diversas medidas são recomendadas. Dentre elas, a melhora do gesto esportivo é a mais eficaz. Uma das causas da epicondilite lateral nos tenistas é o movimento de “backhand” com uso excessivo do punho para aumentar a potência ou para gerar efeito.

A fisioterapia apresenta um papel fundamental no tratamento dessa patologia. Na fase inicial utilizamos recursos terapêuticos como Ultrassom, Laser e TENS para diminuir a dor e o processo inflamatório. Em uma segunda fase a reabilitação consiste em exercícios de fortalecimento e alongamento para garantir a estabilidade e flexibilidade da musculatura e prevenir recidivas.

Se você pratica tênis ou alguma outra atividade que exija muito do seu punho e de seus dedos, fique atento e siga nossas dicas!!!