Image Alt

Cuidados com a postura durante a gravidez

Entre tantos cuidados que a gestação pede em relação à saúde, a postura na gravidez com certeza está entre os principais pontos de atenção das futuras mamães.

Aqui no blog da FINIT, sempre falamos sobre as tantas alterações que as mulheres grávidas enfrentam no corpo. Devido à expansão pélvica, elas começam a ter passadas mais abertas. Além disso, o crescimento da barriga muda o centro gravitacional e o equilíbrio.

Por isso, cuidar da postura é fundamental durante as 40 semanas de gestação. Sem dúvida, as mudanças chegam aos poucos – mas podem pesar bastante com o passar dos meses.

E para ajudar essas mulheres a passarem por esse período sem dores musculares e de maneira mais tranquila, separamos algumas dicas importantes. Confira algumas delas abaixo!

Minha postura merece atenção?

Manter uma postura alinhada não é tarefa fácil. Com afazeres do dia a dia em casa e no trabalho, muitas vezes a preocupação com as costas fica em último lugar. Durante a gestação, porém, esse cuidado se mostra cada vez mais necessário!

Se você trabalha em pé, fica horas e horas por dia em frente ao computador, ou ainda realiza movimentos repetitivos, pode sentir esses incômodos assim que a barriga começar a crescer. Afinal, você pode até estar acostumada com as suas funções, mas estará fazendo tudo isso com o corpo em plena transformação.

Uma postura ruim pode causar hérnia de disco na gravidez, dores nas costas, fadiga, dores de cabeça e até problemas no sono – havendo dificuldade para relaxar e encontrar uma boa posição para dormir.

É por esses e outros motivos que, principalmente durante esses 9 meses, atentar-se à postura é mais do que fundamental!

Postura na gravidez: como cuidar no dia a dia

Algumas atitudes no dia a dia podem ajudar a futura mamãe a poupar sua coluna e evitar os problemas posturais.

Na hora de deitar para dormir, por exemplo, é recomendado sentar na beira da cama, apoiar o cotovelo no colchão e, então, girar o tronco e colocar as pernas para cima. Para levantar, recomenda-se o processo inverso: descendo primeiramente as pernas, depois sentando e, finalmente, levantando. O importante é evitar flexionar o tronco para a frente (como em um exercício abdominal), pois o movimento promove um afastamento dos músculos locais e pode ser prejudicial para a sustentação dos órgãos.

Por falar em dormir, utilizar um travesseiro entre as pernas também pode trazer alívio na hora de pegar no sono. Além disso, é preferível se posicionar para o lado esquerdo – já que apoiar o corpo para esse lado permite um relaxamento maior das costas e facilita a circulação do sangue.

Durante o expediente, as gestantes que trabalham sentadas devem dar preferência a cadeiras com encosto e apoios para os braços – procurando encostar-se bem e relaxar os joelhos em ângulo reto. Já as que trabalham em pé, devem fazer pausas para descansar sentadas e/ou procurar elevar as pernas nos intervalos.

Para outras tarefas do dia a dia, como limpar a casa, tomar banho ou fazer arrumações, é importante lembrar que sempre deve-se evitar comprimir o abdômen ao abaixar.

Fisioterapia: a melhor amiga da gestante

Começar a cuidar da postura na gravidez o quanto antes é ideal para que as dores ou outros incômodos não sejam suas companheiras por 9 meses – ou seja, a máxima de que prevenir é melhor do que remediar também vale por aqui!

Por isso, uma fisioterapia postural é a melhor maneira de começar. O objetivo, neste caso, é alinhar a coluna por meio de exercícios e técnicas de movimentação, atentando-se aos hábitos da grávida e as dores que já possa estar sentindo. Assim, trabalha-se o fortalecimento dos músculos e o realinhamento enquanto as curvas aumentam, o quadril se abre e o crescimento da barriga muda o centro gravitacional.

Esse tipo de tratamento também oferece recursos para que as mulheres fortaleçam a pelve e a região do períneo, que sustenta os órgãos pélvicos, e o controle da respiração – o que é essencial para o momento do parto. Preparação mais do que importante, não é?

Para saber mais sobre esse e outros cuidados que as gestantes devem ter com o corpo, desenvolvemos um e-book só sobre o assunto. Você pode baixá-lo abaixo!






Deixe um comentário: