Image Alt

3 dicas para cuidar do peso durante a gestação

A gestação traz consigo a necessidade de alguns cuidados com a saúde para que a mamãe fique tranquila e a criança, saudável.

E entre os pontos que merecem atenção das gestantes está, sem dúvidas, o ganho de peso. Isso porque, apesar de ser inevitável em meio às mudanças no corpo, controlar esse ganho é essencial para evitar complicações como diabetes gestacional, hipertensão e pré-eclâmpsia, além de incômodos estéticos – como as estrias.

Em geral, o peso que se deve ganhar durante os nove meses vai depender do IMC que a mulher tinha antes da gestação. Na maioria dos casos, ele pode variar de 7 a 14 kg.

Para tornar essa questão mais simples e ajudar as futuras mamães na manutenção do peso ideal, separamos algumas dicas importantes. Veja quais são elas:

 

1 – Alimentação saudável é tudo!

Para não engordar muito durante a gravidez, a dica número um é alimentar-se de forma saudável e sem exageros. O ideal é manter-se longe de frituras, refrigerantes, doces demais, produtos industrializados e com cafeína e, claro, bebidas alcoólicas. É preciso investir em fibras, vitaminas e minerais variados – que podem ser encontrados em frutas, legumes, verduras e alimentos integrais em geral.

Para conter os enjoos matinais, biscoitos, como os de polvilho podem ajudar. O ferro, encontrado nas carnes e em alguns grãos, também auxiliam no combate à anemia. Já os alimentos ricos em ácido fólico, como verduras verde escuras, são um bom apoio para a formação do tubo neural do feto. Por fim, mas não menos importante, a ingestão de líquidos deve ser mantida em boa quantidade. 

Para saber o que é melhor para cada caso, consultar um nutricionista que avalie a paciente individualmente é a melhor maneira de seguir uma dieta diversificada e saudável.

 

2 – Exercícios físicos devem continuar

Com a prévia autorização do obstetra, é importante que a gestante continue mantendo uma rotina de atividades físicas leves durante as 40 semanas da gravidez.

Entre os exercícios mais recomendados para as futuras mamães estão a hidroginástica, que ativa toda a musculatura do corpo sem causar impactos; o alongamento e o pilates, que auxiliam no equilíbrio do corpo e mantêm a postura; caminhadas leves; e musculação – com pouco peso e sem exercícios de impacto.

Outras atividades leves como dança e yoga também podem ser consideradas, sempre com o consentimento do obstetra e de acordo com o andamento da gestação.

 

3 – Fisioterapia para ajudar na postura

Uma boa fisioterapia também pode ser aliada de um corpo equilibrado durante a gestação – afinal, ela pode ajudar a manter a postura enquanto as curvas aumentam, o quadril se abre e o crescimento da barriga muda o centro gravitacional.

Esse tipo de tratamento oferece recursos para que as grávidas fortaleçam a pelve e a região do períneo, que sustenta os órgãos pélvicos. Essencial para o momento do parto, o cuidado também desenvolve o controle da respiração – que se torna um apoio e tanto para qualquer exercício físico.

 

Engordei demais. E agora?

Nos casos em que a futura mãe ultrapassa o peso recomendado pelo obstetra durante a gravidez, além dos cuidados citados acima e das recomendações médicas, algumas outras medidas podem ser tomadas para minimizar as consequências para o corpo da mulher no pós-parto.

Ainda durante a gestação, é importante apostar em cremes e óleos recomendados para gestantes para evitar a propagação de estrias com o estiramento da pele da barriga e dos seios. 

Em caso de varizes nas pernas, a grávida também pode tratar-se com osteopatia – que busca manipular certos pontos do corpo para aliviar ou prevenir incômodos. Quando não há lesões estruturais do sistema vascular, ela pode complementar o tratamento médico contra o problema por meio manipulações para melhorar a circulação e ajudar na eliminação de detritos. Usar meias de compressão (quando indicadas pelo obstetra) e fazer repouso também pode ajudar. 

 

Lembre-se que este é um momento muito especial para a mulher e cada organismo funciona de maneira diferente. Por isso, o acompanhamento de profissionais é fundamental durante os 9 meses de gestação. 

Deixe um comentário: